"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14.6

Coluna: FALANDO A ALMA
Nome: ROGÉRIO B. BERNARDES
E-mail: oirerog@gmail.com
Igreja: CASA DE ORAÇÃO EM JARDIM MARILÂNDIA
Memorando:

Rogério Batista Bernardes, casado com Marilene Rodrigues Bernardes, pai de Miguel e Marilia, nascido em Ecoporanga, em 1969.

Graduado pela Universidade Federal do Espirito Santo; Formado e Especializado em Psicanálise Clínica Pela UNIG e ABPC; Especializado em Gestão Pública Municipal, pelo IFES.

Quantidades de pessoas que visualizaram este texto Quantidade de pessoas que curtiram este texto Quantidade de pessoas que não gostaram deste texto
72

22/03/2016 11:10:03

SUA CRUZ

Lucas 09 v.23

“Dizia a todos: se alguém quer vir após Mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me”. 

 

É consenso para os Cristãos a Salvação Eterna pela Cruz de Cristo, Cruz com sinônimo de ignomínia, dor, sofrimento, vergonha, justiça de Deus. Assim, ao ouvir o termo “Cruz” associo logo a sofrimento, martírio e sacrifício.

Muitos cristãos vêm repetindo por anos que o sacrifício diário de carregar a própria cruz é o fardo mais pesado que qualquer possa carregar, a fala é recorrente: “é cada vez mais difícil ser cristão; tomar a cruz não é fácil não”, transformando a libertação promovida pelo sangue de Cristo em sinônimo de autoflagelo, de martírio diário, desestimulando outros a seguirem a Cristo, já que seguir a Cristo equivale a sofrer.

Se assim é, onde está: a Libertação pela Verdade; a vida em abundância; a Paz diferente da mundana; a segurança eterna; o poder sobre o inimigo e muitas outras promessas feitas por Jesus àqueles que “perdem suas” vidas por amor de Jesus.

Bom, se a cruz individual e diária não é sinônima de sofrimento, de que é então?

Quando Jesus fez essa proposição à multidão e aos seus discípulos ele fala das tentativas humanas de salvar a própria vida, cujos resultados seriam o contrário, ou seja, a perda dela. Então o que devo levar para cruz é às minhas tentativas de salvar a própria vida, o “a mim mesmo”, que se equivale ao meu “EU”. Logo o que deve ser diariamente crucificado é aquilo que me mata, o meu próprio “EU”, que ao contrário de querer crucifica-lo, desejo ardentemente é alimentá-lo.    

Por isso sofro, já que negar-me a mim é abrir mão da mesquinhez humana, das sementes do maligno, tais como: orgulho, inveja, ira, raiva, ódio, mentira, maledicência, difamação, esperteza, fama, lascívia, adultério, fornicação, furto, roubo, violência, vingança, traição, vícios, e outras coisas em que não operam a justiça de Deus. Esses sentimentos são inatos aos homens, e são utilizados por eles como eficazes para “viver a vida”, acreditando piamente que através deles é possível se defender dos seus semelhantes.  Mas com esses sentimentos não posso seguir a Jesus que se apresenta como manso e humilde; e oferece um jugo suave e fardo leve, que contrariam aos sentimentos humanos anteriormente descritos.

Portanto caro leitor, o que diariamente se deve levar a cruz é o seu “eu”, eu que lhe escravizara caso deixe de crucifica-lo: O EU do ódio que corroerá a ti e ao odiado; o EU do orgulho que lhe impedirá de enxergar os próprios erros e não lhe permitirá perdoar; o EU da inveja o manterá insatisfeito com o que tem; e todos os outros “EUs”, sentimentos, que lhe manterá escravizado, encurvado sob o fardo do pecado.

O melhor é conhecer a Verdade e deixar-se libertar por Ela, diminuindo seu “eu” para que Cristo cresça em você.

Essa é sua Cruz, cruz de liberdade, de vida, e não de sofrimento. A cruz de sofrimento foi carregada e assumida por Jesus, cujo o resultado nos liberta de nós mesmos ao segui-lo.

Não se engane, tome sua cruz!

Rogério da Marilene.

COMENTÁRIOS (3)

DATA:
25/03/2016 16:05:39

NOME:
Jaiane

COMENTÁRIO:

20/04/2016 11:20:09
ROGÉRIO B. BERNARDES

Olá Jaiane!

que bom que com pouca idade tem essa reflexão. seria bom se todos nós utilizassemos o lema da bandeira dos inconfidentes "Libertas Quæ Sera Tamen", em nossa vida.



DATA:
24/03/2016 08:47:56

NOME:
Neusa Bernardes

COMENTÁRIO:

20/04/2016 11:16:19
ROGÉRIO B. BERNARDES

Muito Obrigado!

Não há melhor lugar para depositarmos a neurose de transferência.



DATA:
24/03/2016 08:47:15

NOME:
Neusa Bernardes

COMENTÁRIO:

20/04/2016 11:14:39
ROGÉRIO B. BERNARDES

bom dia Tia Neusa! Que surpresa boa encontrar um comentário da Senhora! Principalmente com esse desejo de se desfazer dos pessos passados. obrigado pelo comentário. Deus a abençõe sempre!  



MAIS PUBLICAÇÕES DESTE COLUNISTA

.:: DEIXE SEU COMENTÁRIO ::.

Digite no campo abaixo o que você vê na imagem

 

Casa de Oração em Jardim Marilândia - Vila velha/ES
by, Fabiano de Azeredo