"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14.6

Coluna: FALANDO A ALMA
Nome: ROGÉRIO B. BERNARDES
E-mail: oirerog@gmail.com
Igreja: CASA DE ORAÇÃO EM JARDIM MARILÂNDIA
Memorando:

Rogério Batista Bernardes, casado com Marilene Rodrigues Bernardes, pai de Miguel e Marilia, nascido em Ecoporanga, em 1969.

Graduado pela Universidade Federal do Espirito Santo; Formado e Especializado em Psicanálise Clínica Pela UNIG e ABPC; Especializado em Gestão Pública Municipal, pelo IFES.

Quantidades de pessoas que visualizaram este texto499 Quantidade de pessoas que curtiram este texto Quantidade de pessoas que não gostaram deste texto

22/03/2016 11:10:03

SUA CRUZ

Lucas 09 v.23

“Dizia a todos: se alguém quer vir após Mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me”. 

 

É consenso para os Cristãos a Salvação Eterna pela Cruz de Cristo, Cruz com sinônimo de ignomínia, dor, sofrimento, vergonha, justiça de Deus. Assim, ao ouvir o termo “Cruz” associo logo a sofrimento, martírio e sacrifício.

Muitos cristãos vêm repetindo por anos que o sacrifício diário de carregar a própria cruz é o fardo mais pesado que qualquer possa carregar, a fala é recorrente: “é cada vez mais difícil ser cristão; tomar a cruz não é fácil não”, transformando a libertação promovida pelo sangue de Cristo em sinônimo de autoflagelo, de martírio diário, desestimulando outros a seguirem a Cristo, já que seguir a Cristo equivale a sofrer.

Se assim é, onde está: a Libertação pela Verdade; a vida em abundância; a Paz diferente da mundana; a segurança eterna; o poder sobre o inimigo e muitas outras promessas feitas por Jesus àqueles que “perdem suas” vidas por amor de Jesus.

Bom, se a cruz individual e diária não é sinônima de sofrimento, de que é então?

Quando Jesus fez essa proposição à multidão e aos seus discípulos ele fala das tentativas humanas de salvar a própria vida, cujos resultados seriam o contrário, ou seja, a perda dela. Então o que devo levar para cruz é às minhas tentativas de salvar a própria vida, o “a mim mesmo”, que se equivale ao meu “EU”. Logo o que deve ser diariamente crucificado é aquilo que me mata, o meu próprio “EU”, que ao contrário de querer crucifica-lo, desejo ardentemente é alimentá-lo.    

Por isso sofro, já que negar-me a mim é abrir mão da mesquinhez humana, das sementes do maligno, tais como: orgulho, inveja, ira, raiva, ódio, mentira, maledicência, difamação, esperteza, fama, lascívia, adultério, fornicação, furto, roubo, violência, vingança, traição, vícios, e outras coisas em que não operam a justiça de Deus. Esses sentimentos são inatos aos homens, e são utilizados por eles como eficazes para “viver a vida”, acreditando piamente que através deles é possível se defender dos seus semelhantes.  Mas com esses sentimentos não posso seguir a Jesus que se apresenta como manso e humilde; e oferece um jugo suave e fardo leve, que contrariam aos sentimentos humanos anteriormente descritos.

Portanto caro leitor, o que diariamente se deve levar a cruz é o seu “eu”, eu que lhe escravizara caso deixe de crucifica-lo: O EU do ódio que corroerá a ti e ao odiado; o EU do orgulho que lhe impedirá de enxergar os próprios erros e não lhe permitirá perdoar; o EU da inveja o manterá insatisfeito com o que tem; e todos os outros “EUs”, sentimentos, que lhe manterá escravizado, encurvado sob o fardo do pecado.

O melhor é conhecer a Verdade e deixar-se libertar por Ela, diminuindo seu “eu” para que Cristo cresça em você.

Essa é sua Cruz, cruz de liberdade, de vida, e não de sofrimento. A cruz de sofrimento foi carregada e assumida por Jesus, cujo o resultado nos liberta de nós mesmos ao segui-lo.

Não se engane, tome sua cruz!

Rogério da Marilene.

COMENTÁRIOS (3)

DATA:
25/03/2016 16:05:39

NOME:
Jaiane

COMENTÁRIO:
Puras verdades tio! Os cristãos não querem seguir a Cristo, estão cheios de coitadismos e autopiedade, inseguranças, enfim muito envoltos no próprio eu para se prestarem em envolver-se com os outros, com a obra de Deus, com o Pai e com o Reino.. Triste pois assim levamos uma mensagem errada do evangelho da Vida e Paz!

20/04/2016 11:20:09
ROGÉRIO B. BERNARDES

Olá Jaiane!

que bom que com pouca idade tem essa reflexão. seria bom se todos nós utilizassemos o lema da bandeira dos inconfidentes "Libertas Quæ Sera Tamen", em nossa vida.



DATA:
24/03/2016 08:47:56

NOME:
Neusa Bernardes

COMENTÁRIO:
Vamos deixar na Cruz tudo que ficou para Traz. Parabéns ❤

20/04/2016 11:16:19
ROGÉRIO B. BERNARDES

Muito Obrigado!

Não há melhor lugar para depositarmos a neurose de transferência.



DATA:
24/03/2016 08:47:15

NOME:
Neusa Bernardes

COMENTÁRIO:
Vamos deixar na Cruz tudo que ficou para Traz. Parabéns ❤

20/04/2016 11:14:39
ROGÉRIO B. BERNARDES

bom dia Tia Neusa! Que surpresa boa encontrar um comentário da Senhora! Principalmente com esse desejo de se desfazer dos pessos passados. obrigado pelo comentário. Deus a abençõe sempre!  



MAIS PUBLICAÇÕES DESTE COLUNISTA

.:: DEIXE SEU COMENTÁRIO ::.

Digite no campo abaixo o que você vê na imagem

 

Casa de Oração em Jardim Marilândia - Vila velha/ES
by, Fabiano de Azeredo