"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14.6

Coluna: FALANDO A ALMA
Nome: ROGÉRIO B. BERNARDES
E-mail: oirerog@gmail.com
Igreja: CASA DE ORAÇÃO EM JARDIM MARILÂNDIA
Memorando:

Rogério Batista Bernardes, casado com Marilene Rodrigues Bernardes, pai de Miguel e Marilia, nascido em Ecoporanga, em 1969.

Graduado pela Universidade Federal do Espirito Santo; Formado e Especializado em Psicanálise Clínica Pela UNIG e ABPC; Especializado em Gestão Pública Municipal, pelo IFES.

Quantidades de pessoas que visualizaram este texto525 Quantidade de pessoas que curtiram este texto Quantidade de pessoas que não gostaram deste texto

18/03/2017 13:18:14

TOMANDO PARTIDO

Ao ouvir, assistir ou tomar conhecimento de determinado fato, o mais comum é que o informado tome partido escolhendo um dos lados de acordo com seu juízo de valor, grau de parentesco, sentimento de justiça. Assim, simpatizando com uns, antipatizando com outros, vão se dividindo os grupos de algozes e de vítimas.

É comum familiar e amigo se alinhar com o seu ente ou amigo, solidarizando-se com sua dor, seu sofrimento, desenvolvendo resistências e justificativas com intuito de reforçar o sentimento de “vítima” de seu familiar.

Esse comportamento comum ao espirito humano tem sido muito presente nas comunidades cristãs. A simpatia esta ocupando o lugar da empatia e ao invés de ajudar o familiar ou amigo a superar sua dor ou decepção, esta contribuindo para aumentar a revolta, a falta de perdão, as doenças psicossomáticas, o esfriamento espiritual, o afastamento da igreja, a separação familiar, a tristeza, a melancolia, a angustia, a inimizade, a raiz de amargura.

As instruções deixadas pelo Sr. Jesus Cristo para esses momentos são de que precisamos: ouvir os envolvidos; orar com os envolvidos; promover um ambiente capaz de permitir que se perdoem tanto ofendido, quanto ofensor.

Esse é o diferencial, essa é a característica marcante entre os seguem e os que não seguem a Cristo. Desculpas, culpas, culpados, justificativas, motivos são meros mecanismos de defesa do espirito humano que insistem em impedir que o Homem Espiritual sobressaia.

Você tem ajudado seu irmão?

Como?

Tem sofrido com ele! Chorado com ele! O enchido de razão, promovendo-o ainda mais a condição de “coitadinho” e vítima de injustiça de outro?

Você realmente o esta ajudando?

Rogério B. Bernardes

Rogério da Marilene

COMENTÁRIOS (1)

DATA:
11/04/2017 11:33:41

NOME:
Sylvio ximenes

COMENTÁRIO:
"Você realmente o está ajudando?" Eis a questão! Muito oportuna e necessária sua colocação, irmão Rogério. Essa deveria ser a tônica do amor cristão - ajudar e não julgar ou criticar. Abraço, Rogério.



MAIS PUBLICAÇÕES DESTE COLUNISTA

.:: DEIXE SEU COMENTÁRIO ::.

Digite no campo abaixo o que você vê na imagem

 

Casa de Oração em Jardim Marilândia - Vila velha/ES
by, Fabiano de Azeredo