"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14.6

NOTÍCIAS GOSPEL

Quantidades de pessoas que visualizaram este texto
182
Quantidade de pessoas que curtiram este texto
Quantidade de pessoas que não gostaram deste texto

Juiz cita a Bíblia em despacho que decretou a prisão de Sérgio Cabral

Juiz cita a Bíblia em despacho da prisão de Sérgio Cabral.
Magistrado considerou atual o texto das Escrituras sobre justiça.

por Jarbas Aragão

 

A prisão do ex-governador Sérgio Cabral, ocorreu na manhã desta quinta-feira (17) no âmbito da Operação Calicute, um desdobramento da Lava Jato. Segundo as investigações, Cabral seria o líder de um grupo que desviou cerca de R$ 225 milhões em contratos com empreiteiras.

A Polícia Federal acredita que as obras onde ocorreram os desvios foram no Maracanã, para a Copa do Mundo de 2014, e no arco metropolitano. O ex-governador comandou o Estado do Rio de Janeiro entre 2007 e 2014.

Curiosamente, no despacho que decretou a prisão, o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, cita um trecho da Bíblia. Versando sobre “efeito educativo” da medida, o magistrado afirma serem “atuais” os “preceitos bíblicos consagrados no Livro de Eclesiastes 8:11.

O texto diz: “Por que será que as pessoas cometem crimes com tanta facilidade? É porque os criminosos não são castigados logo” (NTLH).

Foram cumpridos 38 mandados de busca e apreensão, 08 mandados de prisão preventiva, 2 mandados de prisões temporárias e 14 mandados de condução coercitiva.

 

São investigados os crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva, corrupção ativa, lavagem de dinheiro, entre outros. Com informações de Veja

Data: 19/11/2016 13:03:56
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/juiz-biblia-prisao-sergio-cabral/

Nenhum comentário!
Seja o primeiro a comentar

.:: COMENTÁRIOS ::.

.:: DEIXE SEU COMENTÁRIO ::.

Digite no campo abaixo o que você vê na imagem
Digite o texto da imagem no campo abaixo


Casa de Oração em Jardim Marilândia - Vila velha/ES
by, Fabiano de Azeredo