"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14.6

NOTÍCIAS GOSPEL

Quantidades de pessoas que visualizaram este texto
66
Quantidade de pessoas que curtiram este texto
Quantidade de pessoas que não gostaram deste texto

“É um milagre”, afirma grávida que sobreviveu após ser baleada na cabeça

Esposo disse aos médicos: “Deus vai fazer o que os remédios não conseguem fazer"

por Jarbas Aragão

 

O caso da tabeliã substituta Michelle Ramos da Silva Nascimento ganhou as manchetes em todo o país após ela ter sido baleada na cabeça no último dia 13 enquanto dois homens roubavam o carro da família. Ela estava no oitavo mês da gestação.

Michelle foi atingida por um tiro quando dois homens tentaram roubar o carro da família em um assalto em Belford Roxo, na Baixada Fluminense.

Após ficar entre a vida e a morte por dias, ela recebeu alta na quarta-feira (24). Seu filho nasceu prematuro e permanece internado na UTI neonatal da unidade de saúde. A situação do quadro dele teve uma evolução surpreendente. “Reconheço que, humanamente falando, sou um milagre”, comemora Michelle, 33 anos. Ela e o esposo Wallace Araújo são evangélicos.

“Sou grata a Deus pelo privilégio de minha vida ter sido renovada e a vida do meu filho também. Quando todos os médicos negaram a existência divina ali eu continuei”, contou ela à imprensa. “Eu creio que seja um milagre. E eu creio que o milagre só aconteceu em nome de Jesus.”

O pai do bebê testemunha que nos primeiros dias, ninguém estava muito otimista, mas ele não perdeu a fé: “Quando aconteceu aquilo no disparo fui até um dos homens e disse: ‘Você matou minha esposa’. E depois no hospital, após a cirurgia, o médico chegou para mim e disse que já tinha feito tudo o que podia fazer. E eu disse a ele: ‘Doutor sou muito grato pelo que o senhor fez, mas há um [Deus] que vai fazer o que os remédios não conseguem fazer’. Ele fez e está fazendo”.

O bebê Antônio Esdras ainda não tem sucção. Por isso, vai se alimentar do leite materno através de sonda por mais alguns dias. A médica Viviane Giordano, coordenadora da UTI Neonatal do Hospital de Clínicas Mário Lioni, em Duque de Caxias, onde mãe e filho estavam internados explica que a criança saiu de um quadro grave de saúde para o de recuperação.

“Ele está melhorando, respirando com os seus próprios pulmões a 100% de ventilação. Fez uma ultrassonografia do cérebro, não foi diagnosticada nenhuma lesão cerebral. Eu estou muito feliz e sou muito grata a Deus”, relata Michelle.

Para o médico Carlos Loja, diretor executivo do Hospital de Clínicas Mário Lioni, explica que o projétil entrou pelo lado esquerdo e saiu um pouco adiante, na parte de trás da cabeça. Felizmente, não atingiu nenhuma parte vital.

“Ela foi alvejada diretamente na cabeça. Já é de se imaginar o que acontece com uma pessoa que recebe uma violência dessa… O que eles fazem suscitar que isso de fato tenha sido um milagre foi essa conjuntura toda. Ela mostrou muita força”, explica.

A decisão do casal em perdoar o homem que atirou nela surpreende: “A Michelle disse que o perdoaria, sim, porque quem seria ela para não perdoar, se ela serve a um Deus que perdoa as transgressõesos erros e os pecados? Seria injusto se ela não perdoasse”, afirmou o esposo. Com informações de UOL e O Globo

Data: 27/01/2018 00:29:43
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/e-um-milagre-afirma-gravida-que-sobreviveu-apos-ser-baleada-na-cabeca/

Nenhum comentário!
Seja o primeiro a comentar

.:: COMENTÁRIOS ::.

.:: DEIXE SEU COMENTÁRIO ::.

Digite no campo abaixo o que você vê na imagem
Digite o texto da imagem no campo abaixo


Casa de Oração em Jardim Marilândia - Vila velha/ES
by, Fabiano de Azeredo