"Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim." João 14.6

NOTÍCIAS GOSPEL

Quantidades de pessoas que visualizaram este texto
19
Quantidade de pessoas que curtiram este texto
Quantidade de pessoas que não gostaram deste texto

Grupo terrorista Hamas critica decisão de Bolsonaro em mudar embaixada

Anúncio do presidente eleito causou reações adversas nos inimigos de Israel

por Jarbas Aragão

 

Os Territórios Palestinos possuem sérios conflitos internos entre o Fatah, partido do presidente Mahmoud Abbas e que controla a Cisjordânia, e o Hamas, grupo político-militar que governa a Faixa de Gaza.

Mas assim como fizeram com Donald Trump, estão se unindo para criticar a decisão do presidente eleito Jair Bolsonaro em mudar a embaixada brasileira para Jerusalém no ano que vem.

O porta-voz do Hamas, Sami Abu Zuhri, veio a público pedir que o capitão reformado não leve adiante esse projeto. “Rejeitamos a decisão do presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, de mover a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém e pedimos que ele abandone sua decisão”, disse a nota publicada em rede social.

O Hamas é considerado um grupo terrorista pelos Estados Unidos, União Europeia e Israel.

Hanane Achraoui, uma das principais lideranças do Fatah, subiu o tom. “Trata-se de uma medida provocadora, que é ilegal diante do direito internacional e que não faz nada mais que desestabilizar a região”, disse à agência de notícias internacionais AFP.

Retirada da embaixada

Em agosto, ainda durante a campanha, Bolsonaro afirmou que caso fosse eleito, iria retirar a Embaixada da Palestina do Brasil. A representação diplomática não deveria estar em Brasília porque “a Palestina primeiro precisa ser um Estado para ter direito a uma embaixada.”

Sua postura é totalmente oposta à dos governos do Partido dos Trabalhadores. O Brasil reconheceu a Palestina como um Estado em 2010, no último ano de governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Em 2016, lembra, ocorreu a inauguração da representação oficial da Autoridade Palestina em Brasília.

“A Dilma negociou com a Palestina e não com o povo de lá. Você não negocia com terrorista, então, aquela embaixada do lado do (Palácio do) Planalto, ali não é área para isso”, destacou Bolsonaro.

Data: 04/11/2018 11:22:25
Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br/hamas-critica-decisao-bolsonaro-mudar-embaixada/

Nenhum comentário!
Seja o primeiro a comentar

.:: COMENTÁRIOS ::.

.:: DEIXE SEU COMENTÁRIO ::.

Digite no campo abaixo o que você vê na imagem
Digite o texto da imagem no campo abaixo


Casa de Oração em Jardim Marilândia - Vila velha/ES
by, Fabiano de Azeredo